José-Augusto França (1922-2021)

jose-augusto-frança-540x357

© Enric Vives-Rubio

 

«O que fiz, fiz. O que escrevi, escrevi. Está feito. Asneira ou não, fui responsável e continuo a ser. Arrependimentos, não tenho. Penas, algumas.»

Entrevista a Ana Soromenho, Expresso (novembro de 2013), republicada agora, na sua morte. Aqui

 

O IHA presta homenagem a José-Augusto França e manifesta profundo pesar pela sua morte. 
José-Augusto França é figura maior da cultura em Portugal, com um peso determinante na história e na crítica da arte. Integrou o corpo docente da Universidade NOVA de Lisboa logo após o 25 de Abril de 1974 tornando-se o principal responsável pela institucionalização, e promoção, do ensino e da investigação em história da arte no país. No quadro do Departamento de História da Arte, que criou, formou muitas gerações de mestres e doutorados. Deixa-nos um legado historiográfico monumental, aberto ao diálogo e, como tal, vivo.  
As múltiplas e importantes facetas da vida e obra de José-Augusto França surgem plenamente sintetizadas no texto publicado no jornal Público por Raquel Henriques da Silva que relembra também a sua “alma de romancista”.

 

A Direção do IHA

 

Mais sobre José-Augusto França na entrada que lhe é dedicada no Dicionário Quem é Quem na Museologia Portuguesa