e-book sobre Ernesto de Sousa será publicado pelo IHA

c. 1964 Ernesto de Sousa e escultura de Franklin

c. 1964, Ernesto de Sousa e escultura de Franklin © Isabel Alves

 

A 18 de abril de 2021 cumpriu-se o centenário do nascimento de Ernesto de Sousa, artista multidisciplinar que desde os anos quarenta do século XX até ao seu falecimento, a 6 de outubro de 1988, teve um papel fundamental nas artes em Portugal e marcou as gerações de artistas que vieram a trabalhar depois do 25 de abril. Ernesto de Sousa refletiu ainda, de forma aprofundada, nas implicações do “primitivismo” na modernidade. Para assinalar o seu centenário, a Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian organizou com o Instituto de História da Arte da NOVA FCSH o Colóquio Centenário Ernesto de Sousa no dia 2 de junho de 2021.
Uma criação consciente de situações / Uma situação consciente de criações. Centenário Ernesto de Sousa é o título do novo e-book, publicado no âmbito do projeto PIM – Modernismos Ibéricos e o Imaginário Primitivista / Iberian Modernisms and the Primitivist Imaginary [PTDC/ART-HIS/29837/2017], que resulta das comunicações apresentadas no Colóquio; apresenta novos estudos sobre Ernesto de Sousa, inclui também uma mesa-redonda com artistas e curadores, e ainda contributos de artistas especificamente concebidos para o livro, nomeadamente a reinterpretação do happening “Encontro do Guincho” pelo coletivo Treffen, que teve lugar em outubro de 2021.
O livro será disponibilizado em acesso aberto e, com apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, será impressa uma edição limitada de 150 exemplares.
Mais novidades em breve.

 


“Uma criação consciente de situações / Uma situação consciente de criações. Centenário Ernesto de Sousa”
Editores: Mariana Pinto dos Santos e Afonso Ramos (GI ArtTHC)
Editora: Instituto de História da Arte, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade NOVA de Lisboa
Ano: 2022